12.7.12

Excesso & Escassez

Abriu os olhos, virou-se sobre o ombro. Ela estava lá, mas não era ela. Não, não era. Não era a última, nem a penúltima, nem aquela outra que ali estivera. Tampouco seria a próxima. Em sua coleção de corpos e prazeres, perdera a conta de quantas se deitaram com ele. Pela sua cama passaram várias, sob seus lençóis dormiram muitas. E nesse jogo de sedução barata e frívola, ocupava-se em administrar a efemeridade de seus relacionamentos superficiais. Divertia-se com o excesso, com o volume de mulheres das quais extraia prazer. Por outro lado, driblava a escassez de um coração desabitado, desmobiliado, desabilitado para o amor. Mas, gostava dessa vida - orgulhava-se de sua masculinidade e dos gols que marcava contra si.

15 comentários:

James disse...

La lujuria y la superficialidad afectiva: dos caras de una misma moneda.

Rui Pascoal disse...

Um vencedor que saía sempre derrotado...
Não o queria na minha equipa!
:)

Aline Barra disse...

Um colecionador de histórias
sem rosto[s]...

Uma imagem do homem contemporâneo??


Bela tradução, Amèlie!!

Abraços!

maricotinha ♥ disse...

O tal do amor moderno.
( )

Beijos,

Marisete Zanon disse...

Pobre daquelas que foram usadas, as próximas vítimas a serem tratadas...
Um lindo fim de semana pra ti guria linda!

Liz - Como as Cerejas da Minha Janela... disse...

Aline:

"Uma imagem do homem contemporâneo??"

E quando foi diferente...? ...

Mais um belo texto, Poupée, cheio de profundidade e sentimentos...

bjs, querida!

Franck disse...

Pecar por excesso ou escassez?
Bjs!

Rebecca Leão disse...

Gostei! Parabéns! BjO*

Sonia Guzzi disse...

Escolhas, prazeres e tormentos...
Gostei!
Beijo, em divina amizade.
Sonia Guzzi

Rui Pascoal disse...

Voltei só para dizer que este blogue anda muito "escasso"...
:)
Venham daí mais palavras que nunca serão excessivas.

Beijinhos!

Ayane Borges disse...

ACABEI DE ACHAR SEU BLOG. A delicadeza das palavras, a simplicidade das fotografias e principalmente as fotos de Amélie Poulain no canto... Amei *-*

Liz - Como as Cerejas da Minha Janela... disse...

Amelinha, saudades... espero que esteja tudo bem... só passando pra te deixar um cafuné e um beijinho... não entro no FB faz tempo e por isso nem sei se andas por lá...

Um beijo enorme, querida!...

pensandoemfamilia disse...

Triste escolhas: quantidade X qualidade. Gozo X desprazer.
bjs.

Fred Goulart disse...

O prazer é um presente, mas ás vezes também traz desgraças;

ótimo texto. :DDDDD



Mais tarde de uma passadinha em Muchas Coisas; vida e cotidiano.
http://muchascoisas.blogspot.com.br/

Luzia Trindade disse...

Ótimo texto!