1.12.10

As Pontes de Madison

Um dos filmes mais sensíveis que já vi. Está na lista dos meus favoritos e sempre que o assunto é cinema, vem à minha mente.

Um amor intenso, com fortes indícios de que poderia dar certo, mas Francesca Johnson (personagem de Meryl Streep) teve medo de arriscar. Preferiu o infortúnio de uma vida infeliz, ao lado de um homem que há muito não amava mais. Ficou com ele até o fim, mas passou o resto da vida pensando e escrevendo um diário sobre o outro. Morreu triste, obviamente.

Vai entender...

Só sei que foi assim. E eu chorei.





Título original: The Bridges Of Madison County
Direção: Clint Eastwood
Gênero: Drama
Com: Clint Eastwood & Meryl Streep
USA - 1995




"Nunca deixei de pensar nele, nem por um momento. Ainda quando não se achava em minha mente consciente, o sentia em alguma parte, estava sempre ali."

"Vem comigo! Essa certeza a gente só tem uma vez na vida."

"Algumas pessoas passam a vida toda e não sentem o que nós sentimos, outras nem sabem que isso existe."

"Quando penso em por que fotografo, a única razão que me vem à mente é que passei minha vida tentando chegar aqui. Tenho a impressão de que tudo o que fiz até hoje, foi para chegar até você."

13 comentários:

Mai disse...

Amelie,

e foi justamente por este lugar vazio que ela escreveu...

Como disse: Vai entender...

Um belo filme, certamente.

abraços

Glória disse...

Nem tudo é tão simples assim,
porque às vezes o que você imagina como felicidade pode se transformar em uma dura realidade.
Situação muito delicada, e o filme teve este cuidado.
O peso no ombro das mulheres, mães, não é nada fácil, mas, também, não é impossível.
Beijos
Glória

Lilly disse...

Eu também chorei. Mas era uma decisão difícil. O que eles viveram foi muito pouco para ter certeza de que resultaria num relacionamento saudável. :(

Suzana Martins disse...

Ain, eu acho esse filme lindo demais!!!!!

Eu também fiquei com os olhos embaçados, rsrs...

Beijos

Franck disse...

O livro é tão bom qto o filme, ja leste? E a peça? Adoraria que viesse â São Luís!
Bjs*

Alex disse...

Essa história é umas das mais belas.

Abafa e Se Joga. disse...

Também adoro esse filme, e como a Mreyl sei que existe muitas mulheres por aí que deixam oportunidades de serem feliz com medo de arriscar...Beijos

Sentimental ♥ disse...

nunca vi esse filme, mas agora preciso reparar esse erro...

maricotinha ♥ disse...

esse filme me faz chorar sempre que assisto. sentimos a dor dos personagens... é triste e lindo! Amo... bjus

www.girodeideias.blogspot.com disse...

Amelie tenho seguido seu blog já à algumas semanas e estou gostando muito. Quanto ao filme, também adorei.É inesquecível.bjs, Eliete

Liza Leal disse...

Adorei esse filme.
REalmente um dos mais belos q ja assisti!

=)
abç, querida!

Rebecca Leão disse...

Lembra de uma cena em que ela está na cozinha preparando café da manhã da família, ouvindo música na sua estação de rádio preferida e então os filhos e o marido chegam, acho que vão sair pra pescar, e começam a mexer no rádio e a comer como se ela não existisse e não merecesse respeito? Eu comecei a chorar ali... muito triste esse filme, mas bem, bem real! Quantas coisas abrimos mão por medo de arriscar? Bjo*

casa decorada disse...

Nossa menina, chorei e choro quantas vezes assistí-lo! Eu me lembro do marido já meio mau de saúde , dizendo a Francesca, que lamentava muito por ela nao ter vivido os sonhos dela...foi mais ou menos assim ....eu chorei muito ...já ví este filma na real!