4.5.10

Escolhas

Não podemos ter tudo. A vida se constrói num eterno decidir, optar. Ou isso ou  aquilo. Geralmente, situações corriqueiras nos permitem mais de uma escolha: O branco ou o preto? Vou levar os dois. Chocolate ou creme? Meio a meio. Mas as decisões mais importantes - aquelas que desenham nosso ser, que moldam o nosso futuro - quase sempre nos limita a apenas um caminho.

Tão difícil é fazer uma escolha em determinadas circunstâncias. Quais os prós e contras de cada alternativa? O que levar em consideração? Como ponderar? E se eu errar?  Adiar nem sempre ajuda, e as vezes, nem temos essa opção. O tempo vai passando e pressionando. A decisão tem que ser tomada.

A profissão que não nos realiza pessoal nem financeiramente. O casamento que parecia um conto de fadas, mas transformou-se numa grande decepção. A viagem que tinha tudo para dar certo e foi um fiasco. Opção errada? Mas parecia a melhor! É, algumas coisas são fáceis prever se darão certo ou não, outras, só mesmo o tempo pode mostrar.  

Sorte e azar (há quem acredite). Sabedoria e a falta dela. Erro e acerto. Atitude e comodismo. São alguns dos pontos que nos levam ao sucesso ou insucesso de nossas escolhas.

Apesar dos medos, das incertezas, dos fracassos, graças a Deus temos o livre arbítrio. Mas assim como temos a liberdade de escolha, também somos os únicos responsáveis por cada uma delas. Na hora da dor, não adianta procurar outro culpado.

Errou? Conserte. Caiu? Levante. Machucou? Chore. Tire pelo menos uma lição de tudo o que aconteceu. Tente entender por que não deu certo. Procure enxergar onde falhou, em que momento a engrenagem travou.

Já fiz escolhas das quais me arrependo piamente - se pudesse, com certeza voltaria atrás. Mas há aquelas que foram certeiras, que nem por decreto me arrependeria. E continuo fazendo-as, porque ou eu escolho ou escolhem por mim. E das duas, prefiro a primeira. Claro.

16 comentários:

Glória Müller disse...

Ahhhh, menina Linnda... Que cabecinha boa você tem!
Com essas músicas,então, huuuum... fica super difícil raciocinar. Vamos ouvir as músicas, pois elas falam direto ao coração!

"Alimentei tantas esperanças
Que bateram asas
Que permaneço perdido
Sem saber aonde ir"



Beijos
Glória

Robson Ribeiro disse...

Outro dia li o seguinte: "Só existem duas coisas na vida: o que você quer e o que você não quer".

Simples assim. Será? rs

Beijos e parabéns pelo blogue.

Vanessa Monique disse...

Amélie,gostei mt do texto,estou nessa fase.Aliás,estaremos sempre neh?Todo dia tem algo para se decidir e esperamos sempre o melhor.
:*

Por que você faz poema? disse...

Sempre soube que a vida é feita de escolhas, mas apenas recentemente descobri que saber escolher é uma arte.

Glória Müller disse...

linda, vou seguir o seu conselho!rs
Beijinhos
Glória

Majoli disse...

Oi Amélie, vim agradecer tua calorosa visita ao Rabiscos e conhecer o teu cantinho.
Sua postagem "Escolhas" veio de encontro ao meu momento, estava mesmo precisando ler algo assim.

É engraçado, a gente até sabe disso tudo que você disse, mas saber é uma coisa, fazer é outra, e quantas vezes ficamos perdidos sem saber o rumo a tomar.
Mas é errando que se aprende e é tentando que a gente descobre se valeu ou não a pena.

Adorei te ler.

Quero aproveitar pra te convidar a comer um pedaço de bolo e tomar uma taça de champagne lá no Rabiscos, em comemoração ao primeiro ano de vida do meu blog.

Adorarei se deres uma passadinha por lá.

Beijos com carinho no teu ♥

Nádia disse...

Obrigada pela tua visita ao meu simples Blogue.

Também adoro gatos, apesar de só ter um, (o Niko é muito egocentrico, não suporta outros gatos)..


beijinho grande


Gostei muito do teu blogue

Valéria disse...

Seu blog tá cada vez mais lindo.
A viver é uma eterna escolha. Escolhemos até escolher ou não.

BeijooO'

Grafite disse...

"Apesar dos medos, das incertezas, dos fracassos, graças a Deus temos o livre arbítrio. Mas assim como temos a liberdade de escolha, também somos os únicos responsáveis por elas. Na hora da dor, não adianta procurar outro culpado."

que post incrível!!!
adorei :D

beiijo

Ju Fuzetto disse...

Linda, adorei tua visita...

Seu blog é divino, encantador!!!!


As nossas escolhas traçam nosso destino!!!

Um beijo carinhoso

ROSANA VENTURA disse...

...mas são as escolhas, sejam elas boas ou ruins, que nos levam exatamente aonde teremos que estar...ou estamos.
Entonces, eu não encuco com as más escolhas...claro que se eu pudesse mudaria umas coisinhas, mas se mudasse, certamente muitas coisas boas que vieram em consequencia disto, tambem não teriam acontecido!
Lindo texto!
bjossssssss

Lila disse...

Blog lindo menina...doce e forte, parabéns...virei sua seguidora assídua.
Amélie...assisti esse filme por indicação de alguem que foi, é e sempre será importantíssimo na minha vida...ele foi uma escolha acertada em todos os sentidos, um marco na minha vida...nos separamos a muitos anos, mas, ele sempre SERÁ E ESTARÁ.
Escolhas...faze-las nem sempre é difícil ou penoso, mas aquelas mais importantes, aquelas que nos acompanharão durante toda a vida, essas sim são difíceis e devem ser ponderadas em todas suas nuances. Nunca podemos perder o foco que acertos e erros fazem parte....e mesmo errando, seguimos...trilhando o caminho da vida que nos foi emprestada.
Bjkas iluminadas, menina.

meus instantes e momentos disse...

passando só para desejar que voce tenha um dia feliz....
Belo blog.
Maurizio

Luara Q. disse...

Intenso!

Paulo disse...

Amélie...
Muito obrigado pela sua visita e por seus comentários carinhosos em meu blog... Seja sempre bem-vinda ao BDN...
Quanto à questão das escolhas, realmente, é a parte mais difícil da vida, pois trazem consigo responsabilidades a serem assumidas, perdas e ganhos... Por isso que se diz que "Viver é uma arte", pois nem sempre fazemos as melhores escolhas...
Parabéns pelo texto e pelo seu blog que é muito inteligente...
Valeu a reflexão, Bonitinha!!!
Beijos.

Tuka Gori disse...

"Quais os prós e contras de cada alternativa? O que levar em consideração? Como ponderar? E se eu errar?"

Você sintetizou uma fase da minha vida - ainda curta, diga-se de passagem.
Dúvidas, dúvidas e mais dúvidas...
Por um lado é de fato ruim, mas evoluções não aconteceriam se se as mesmas não existissem, não é mesmo? =)
Me identifiquei demais com as suas palavras. Adorei seu canto!Voltarei em breve, viu?
Beijos!