5.4.10

Outono em Mim

Há alguns dias o outono chegou por aqui, mas o calor do verão tropical se recusava a ir embora... até hoje. 

São Paulo amanheceu finalmente com cara de outono: chuva o dia todo e um friozinho gostoso, convidando para o aconchego de uma roupa mais quentinha, um chocolate, um croissant.

Confesso que prefiro os dias frescos da primavera e os ensolarados do verão - as pessoas ficam mais alegres e soltas, parece que o calor emana da alma. Mas, eu também não resisto ao charme do outono e inverno. Acho o máximo a elegância das botas, casacos, echarpes, cachecóis & cia. Além disso, tudo fica mais romântico: o teatro, o jantar a dois, o vinho, o cinema, o café. Ah! E a cama? A cama fica enorme, pois tudo o que se quer é dormir agarradinho, pé com pé. 

Por outro lado, quando está frio, o nosso comportamento tende a ser mais introspectivo - saímos menos de casa e conversamos menos, por exemplo. Por isso, as pessoas solitárias acabam sofrendo ainda mais nessa época. Dizem que a depressão é mais comum em países com inverno rigoroso e suspeita-se que a produção da melatonina tenha alguma relação (nos países em que há baixa luminosidade, a produção desse hormônio é maior). Tem até uma música de Charles Aznavour que faz referência à essa relação 'calor versus felicidade': "Il me semble que la misère serait moins pénible au soleil" (me parece que a miséria é menos dolorosa quando se está sob o sol).

Enfim, faça sol ou faça chuva, esteja frio ou calor, acho que cada estação - com suas características peculiares - tem seu encanto que, de uma forma ou de outra, acaba sempre nos envolvendo.


.
.
.
Outono em Mim.

Um comentário:

Fernanda Muller disse...

Muito legal seus posts, virei leitora!!!