15.3.10

Educação

Eu vi. Eu gostei. Eu indico. E também conto toda a história!

O velho dilema sobre o verdadeiro banco de aprendizado ser o de uma escola ou o da própria vida, embala "An Education" (Inglaterra, 2009).

Jenny é uma menina de 16 anos que vive com a família no subúrbio londrino, no início da década de 60. Inteligente e bela, não vê a hora da chegada de sua vida adulta, pois sofre com o tédio de seus dias de adolescente. Seus pais sonham com sua ida para Oxford, mas ela conhece David, um homem 20 anos mais velho, charmoso e cosmopolita, e se vê atraída por um mundo novo que se abre diante de si: concertos, leilões, jantares e sua tão sonhada ida a Paris.Tudo é maravilhoso, até que ela descobre que ele é casado. O resto é exatamente o que se pode prever: uma menina de 17 anos (ela completa no decorrer da história) lidando com a frustração de sua primeira - e pesada demais - decepção amorosa. No fim, ela acaba indo estudar em Oxford, conforme os planos no início da história.

Um filme lindo que nos ensina que a vida pode ser terrível ou maravilhosa, e que nossas escolhas têm muito a ver com isso. Não posso deixar de mencionar que a atuação de Carey Mulligan é perfeita (não à toa foi indicada ao Oscar de melhor atriz). Pra quem gosta de drama, é um título para a lista dos preferidos.

Detalhe: vi vários cartazes de "An Education" espalhados por Paris, em fevereiro deste ano - o que me chamou muito atenção. Aquela imagem ficou gravada em minha mente e, de certa forma, eu já havia me apaixonado pelo filme mesmo antes de vê-lo.

"Eu me sinto velha, mas não muito sábia."

"Eu provavelmente parecia assustada, inexperiente e inocente,
como qualquer outro aluno. Mas não era."

"Um dos meninos com quem eu sai (e eles realmente eram meninos), uma vez me chamou para ir a Paris com ele. Eu disse que adoraria, que estava louca para ver Paris - Como se nunca tivesse ido."  



Smoke Without Fire by Duffy on Grooveshark

2 comentários:

Renato Saad disse...

O Topo do blog esta bem legal, a imagem e mensagem estão lindas !!
Bom filme, não assisti, mas agora fiquei afim...
Olha, se você juntar uma gaita, eu te convido pra curtir tremores de terra no chile em julho... vou la esquiar com meu filhos e aproveitar e passear um pouco .... ah os chilenos são ultra educados, imcomparavelmente mais que os franceses.

Anônimo disse...

Amiga,
Lamentavelmente pessoas desprovidas de vivencia internacional se limitam a reproduzir o ¨ouvi dizer" sem nenhum conhecimento de causa. So quem vivenciou o local como acredito que voce tenha passado por isso sabe que o comentario acima e totalmete inocuo. Comentario tipico de latino americano que nunca ultrapassou estes limites.
um amigo