22.3.10

Amor Sem Escalas

Assim como "Educação", este também foi um filme indicado ao Oscar, mas não ganhou (e realmente não era para tanto). Outra coincidência é que "Amor Sem Escalas" também fala de um amor frustrado, de traição. Só que dessa vez o personagem casado é ela e não ele.

George Clooney foi indicado como melhor ator e, como o filme, não levou a estatueta. Clooney é Ryan, um consultor pago para viajar pelos Estados Unidos despedindo funcionários de empresas em crise. Um homem que leva uma vida de desapego e contenta-se com sua rotina itinerante. Sua meta é juntar o máximo de milhas possível. Em uma de suas viagens, conhece Alex (Vera Farmiga), uma versão feminina de si mesmo. Relacionam-se descompromissadamente, até que ele se vê apaixonado e resolve mudar o rumo de sua vida indo atrás dela - é quando descobre que Alex é casada. Decepcionado, Ryan volta à sua vida "on air".

Tal qual "Educação", essa é uma história que confirma que relacionamentos desse tipo dificilmente têm um final feliz.
_____________________________________

Alex: "No que estava pensando para aparecer na minha porta daquele jeito?"

Ryan: "O que quer dizer? Queria te ver. Não sabia que tinha uma família. Por que não me contou?"

Alex: "Sinto ter arruinado sua noite, mas você podia ter arruinado minha vida. Aquela é minha família, minha vida real."

Ryan: "Pensei que eu fosse parte de sua vida."

Alex: "E eu pensei que estávamos nos vendo pelo mesmo motivo."

Ryan: "Ajude-me a entender o que você estava pretendendo."

Alex: "Pensei que nosso relacionamento estivesse bem claro. Você é uma fuga. Uma escapada de nossas vidas normais. É um parênteses."

Ryan: "Sou um parênteses?"

Nenhum comentário: